terça-feira, 9 de julho de 2013

INTERNET



Autor: Babalawo Ifagbaiyin Agboola

A internet me ensinou uma coisa, por mais que você escreva sempre vai ter alguém que vai dizer que não entendeu; alguém que vai escrever que não é bem assim e que tudo é bem diferente de tudo que você postou.

Mesmo quando você posta um vídeo coma áudio bem claro, alguém vai dizer é parece que é, mas, tenho dúvidas.

A covardia faz com que o homem não consiga admitir quando está errado, tudo é bem simples é só dizer errei, mas parece que as pessoas se confundem com orisas, se sentem orisas e como tal, não aceitam os seus erros, afinal eles são divindades.

Pessoas fazerem coisas que não tem explicação, mas, sempre alguém justifica, na minha família é diferente.
Diferente, errado é errado, diferente é diferente, uma coisa não justifica a outra, somente justifica para aqueles que não tem coragem de assumir que erraram.

Uma coisa que sempre me chamou a atenção na internet é o fato que as pessoas por mais que tentem ser diferentes sempre se mostram exatamente como elas são.

Vejo alguns perfis de sacerdotes que o sujeito passa o tempo todo curtindo foto de pessoas sem roupa, não entendo isso, não entendo o porquê do perfil religioso, será que as pessoas não entendem que assim comprometem uma religião com essa postura.

Vejo tantas coisas estranhas no facebook, quando eu fico on aparece dez pessoas querendo me vender de tudo, da cura de várias doenças até a solução para os problemas que você não tem.

A internet me ensinou muito, me ensinou que por mais que eu tenha recebido uma boa educação e tenha conhecimento da minha função, sempre vai existir alguém que vai me confundir com elementos da pior espécie.

Estamos vivendo um período da história que o honesto é confundido com o ladrão que o dedicado é confundido com o relapso, que o sacerdote é confundido com o criminoso.

A internet tem me ensinado muitas coisas, uma delas é que qualquer sujeito que não foi iniciado, pode se achar no direito de contestar a sua formação de décadas de estudo e trabalho.

Na internet você vê de tudo, tem louco se dizendo vidente, tem negociante comercializando até a alma, pior é que o povo acredita em tudo que é escrito.

No facebook, eu vejo cada produção mirabolante, alguns rituais simples, produzidos parecem espetáculos de teatro, as roupas, é um grande desfile, tudo é fantasia, tem até um pessoal que faz números de magica que conseguem enfiar facas nos olhos, colocam fogo no corpo, e as pessoas acreditam que eles estão possuídos por orisa.

No facebook, homem tira a camisa, mulher tira a saia, e maconha vira pé de samambaia.

Cada um acredita naquilo que quer acreditar, tem gente que contesta o óbvio, tem gente que contesta vídeo, alegando que o som está baixo, o povo acredita no que quer acreditar ou no que o SEU ENTELECTO ENFEZADO PERMITE.






0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial