quarta-feira, 24 de julho de 2013

Isso não é ifá!


Autor: Babalawo Ifagbaiyin Agboola

Com o inverno chegando, os dias de frio, assustam os prováveis iniciados que adiam os seus rituais, me sobra tempo para estudar e olhar a net.

Para a minha surpresa, vejo coisas que nunca imaginei ver, vejo palavras de baixo calão, postadas por supostos possuidores de ifá.

Ifá para mim não é isso, isso não é ifá.

Um Babalawo é um símbolo de honestidade, respeito e sabedoria, isso é Ifá!

Esse ifá, de Babalawos que curtem fotos de homens nus, não é ifá, um religioso, tem que ter uma postura religiosa, a sua preferencia sexual é um problema exclusivo dele, quem se diz sacerdote, tem que ter postura de sacerdote, tem que agir como sacerdote, isso não é ifá.

Todo dia vejo discussões sobre fundamentos, isso não é nada diante do caráter da postura e da personalidade, que não excita que não muda de opinião conforme muda o vento, um Babalawo é um exemplo para a comunidade, é uma pessoa digna, isso que estou vendo não é ifá.

Se isso é ifá, fui iniciado em algo bem diferente, fui iniciado por uma pessoa que me respeita, e que eu mesmo a distancia o respeito muito, toda a vez que seu odu aparece, coloco minha cabeça no chão e peço pela saúde de meu Oluwo, o que estou vendo não é ifá.

As pessoas misturam ifá com divergências pessoais, isso não é ifá.

As pessoa querem muito ganhar dinheiro, se dizem de ifá, mas colocam comidas do candomblé diante dos orisás, fazem ebós, afro brasileiros, isso não seria problema, se as pessoas não mentissem que isso é ifá, esse ifá, eu não quero.

O que esta aparecendo na internet, homens velhos mentindo, e jovens se aventurando em algo que desconhecem, me da à certeza, isso não é ifá.

Ifá é puro, é real, é universal, em cada odu, tem uma arrumação de Esu, um Oriki, para louvar, cada orisá, uma cantiga, alguns awures, vários iseguns e inúmeros conhecimentos, que devem ser aplicados no dia a dia.
Um Babalawo sabe rezar de acordo com os orisás, e a arrumação própria de esu, egungun, iya mi, egbe orun, oro, e outras divindades correspondentes.

O que estou vendo na net, não é ifá, vejo curiosos, inventando, criando, fazendo experiências na vida das pessoas, isso não é ifá.

Esse ifá, eu não quero, eu não pratico, e eu não acredito e não respeito, isso não é ifá.


1 Comentários:

Às 25 de julho de 2013 14:58 , Blogger Unknown disse...

"Esse ifá, eu não quero, eu não pratico, e eu não acredito e não respeito, isso não é ifá."

"Eles" entraram em "Ifá", mas, "Ifá" não entrou neles. A meu ver, são "omo-ehin" dos mais diversos "tartufos" vendedores da doutrina emanda por Òrunmìlà.

Òrunmìlá bo ru, bo ye, bo sise.

Àdìfá Oba Aláàliyé Fámãkindé Otuoko

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial