terça-feira, 3 de dezembro de 2013


A responsabilidade do Babalawo Brasileiro



Autor: Babalawo Ifagbaiyin  Agboola.

Durante a viagem de retorno de São Paulo para Porto Alegre eu estava conversando com a minha Iya apetebi sobre um assunto que gostaria de compartilhar com os amigos, o babalawo brasileiro.

As pessoas que praticam a religião de orisá no Brasil devem analisar com calma a responsabilidade do Babalawo brasileiro, ela é muito maior que a responsabilidade de um Babalawo (Yorubano),explicarei as razões:

Primeiro, porque o Brasil é o país que mais cultua orisa no mundo.

Segundo porque precisamos preencher a lacuna deixada em aberto na historia do Ifá no período da escravidão.

Terceiro a necessidade de corrigir alguns equívocos no culto de orisa no Brasil é fundamentada no conhecimento sobre ifá, só quem conhece profundamente poderá orientar e esclarecer.

A figura do babalawo é historicamente respeitada o conhecimento, a ética e o caráter avalizam a postura do sacerdote, um babalawo deve ser uma reverência e um exemplo para a comunidade.

O babalawo brasileiro na atualidade tem uma missão bastante difícil, ele necessita iniciar muito mais pessoas que os babalawos nigerianos, a pessoa sendo indicada por ifá a um caminho de sacerdócio deve ser iniciada imediatamente.

A falta de babalawos no Brasil é muito grande precisamos iniciar bons sacerdotes para que em um futuro o culto a ifá seja restabelecido em proporção ao culto de orisa em nosso país.

Algumas pessoas me criticam porque cobro menos da metade que alguns babalawos, explico o porquê :

Entendo ifá em minha vida não como uma escolha minha e sim como uma missão a ser cumprida se eu cobrar muito vou dificultar as iniciações e a minha missão é facilitar o contato com ifá.

Compreendo que faz parte do meu destino assim como de outros babalawos iniciar sacerdotes sérios para que em um futuro o Brasil seja reconhecido pelo bom nível dos sacerdotes de ifá.

Se eu estivesse buscando lucro financeiro não seria sacerdote, acredito que um babalawo deve facilitar o acesso aos orisás e acredito que se um sacerdote cobrar o que o iniciado não pode pagar ele esta dificultando a iniciação, consequentemente ele se opõe com esse gesto ao culto de orisa e ifá.

Vejo com bons olhos o futuro do ifá em nosso país à internet permite um contato com os yorubanos e fica muito fácil saber quem é quem.

Ilusionistas que engolem folgo mágicos que enfiam facas nos olhos em bem pouco tempo vão deixar de existir, o povo brasileiro já deixou de acreditar em contos de fada faz bastante tempo, somente alguns desavisados acreditam em ebós que resolvem todos os problemas e magias que curam de unha encravada a impotência.

Chegou a hora da verdade somente homens sérios poderão iniciar sacerdotes dignos que em um futuro representarão o ifá no Brasil.

Os bons sacerdotes yorubanos se sentem orgulhosos com o saber dos babalawos brasileiros, nós fizemos parte de um povo alegre, inteligente e temos todos os pré-requisitos para ter grandes babalawos em nosso país.

Ser um babalawo no Brasil e muito difícil, enfrentamos todo dia olhares desconfiados, vivemos em um país que ainda esta aprendendo a valorizar seu povo, é responsabilidade dos bons sacerdotes orientar esse povo para o aumento da auto estima e a valorização dos que aqui nascem. Não somos superiores, mas também não somos inferiores precisamos entender a historia de nosso país para valorizar a gente que aqui vive.

Eu sempre digo que se Olodumare não quisesse o culto de orisá no Brasil a vinda de um contingente enorme de escravos não teria acontecido, situações ruins, dolorosas muitas vezes carregam em seu intimo ações que nós somos incapazes de julgar.

A luz do saber não é privilegio dos que seguem com os olhos fechados, temos que levantar a cabeça, abrir bem os olhos e com a pureza no coração tentar construir um futuro melhor, onde a barbárie não tem lugar onde o respeito ao próximo seja tido como obrigação, onde a riqueza do homem seja medida por seus atos e não pelo que ele tem no bolso.

Não consigo entender algumas pessoas que sabem que temos excelentes cientistas, médicos, engenheiros, professores, artistas e atletas em nosso país, mas que não conseguem ver com bons olhos os babalawos brasileiros.

A verdade é que ifá é para todos e  que nem todos são babalawos, mas não quer dizer que no Brasil não temos pessoas capacitadas.


0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial