quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Òrìsà ignorante.



Autor: Babalawo Ifagbaiyin Agboola.

Quando eu sou procurado por pessoas que me dizem que suas vidas não estão bem porque elas têm que dar para òrìsà algo que ele teria pedido e que elas não deram por que não tiveram condições de comprar, eu respondo, seu òrìsà é ignorante?

Se o òrìsà pede alguma coisa que você não pode fazer ele não é seu amigo, é seu inimigo e um espirito que não merece culto.

Espirito que não tem visão e que não evolui, ele é condenado ao esquecimento.

É comum assistir essa cena que descrevi acima, assim como é bastante comum encontrar pessoas que são capazes de fazer o possível e impossível para seguir as orientações do seu òrìsà.

 Será que a pessoa que esta transmitindo desejo do òrìsà é confiável?

Será que ela tem ética?

Será que ela é honesta?

Será que o que ela esta dizendo é verdade?

Acredito que em muitos casos o sacerdote inventa a suposta necessidade por falta de caráter ou por falta de dinheiro.  Inventar uma suposta cerimônia e pedir muito dinheiro para pessoas que mal tem dinheiro para suas necessidades, eu não acredito que seja o desejo do òrìsà.

O número de pessoas que atendo que se decepcionaram com a religião por conta da falta de preparo e de ética dos babalórisás, Ìyálóòrìsà, e Bàbàláwos se multiplicam a cada dia.

Uma pessoa que deseja orientação espiritual deveria investigar a pessoa que o orientará.
Um bom sacerdote da religião dos òrìsà tem sua formação atestada pelo seu comportamento, e pelo seu conhecimento.

Se alguém lhe mostrar um certificado que participou de um evento, não quer dizer que ele tenha conhecimento sobre o tema proposto pelos organizadores, e muito menos que tenha capacidade para promover um suposto domínio do tema.

Para ser um sacerdote é necessária ética, fé e trabalho duro na casa de òrìsà durante anos, se não for assim não existirá um bom sacerdote.

O sacerdote confiável jamais vai tentar convencer uma pessoa a fazer algo que ela não tem condições usando para isso a palavra do òrìsà.







0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial