sexta-feira, 21 de abril de 2017

Guerra santa


Em varias oportunidades durante a história da humanidade as religiões tem sido responsáveis pela maioria das guerras, não esta sendo diferente agora em nosso país, nesse momento esta acontecendo uma guerra que pode ser facilmente identificada contabilizando o grande numero de vitimas abatidas sem piedade pelo poder da bancada evangélica.

O terrorismo usado pelos islâmicos radicais planeja com muito cuidado os locais para os atentados chamando atenção da sociedade para a sua causa, explodindo bombas, eles tentam espalhar o medo, os representantes das igrejas eletrônicas usam as mesmas táticas terroristas, bombardeando o nosso povo com uma infinidade de propagandas enfatizando o sucesso de quem acredita em Jesus.

Esquecem eles que somente um sétimo da população de nosso planeta é cristão, mesmo assim eles seguem criando leis para tentar prejudicar os adeptos de outras religiões.

A bancada evangélica é composta por um grupo de pessoas que usaram a religião para chegar ao poder e que hoje comercializam os seus votos na esperança de perpetuar ditando regras que nos ofendem e que são facilmente identificas como instrumentos de guerra usados contra a nossa fé.

Esses homens e mulheres disfarçados de políticos são mercenários que comercializam pareceres favoráveis aos dirigentes das igrejas eletrônicas que servem muitas vezes para lavar o dinheiro arrecado em atividades ilegais.

Esse povo não se preocupa em esconder que dezenas e dezenas de seus pastores hoje cumprem pena nos presídios de todo o país, bem pelo contrário, eles usam essa oportunidade com a desculpa de ressocializar os detentos, fato esse que não acontece, na verdade uma mão termina lavando a outra e o preso termina sendo favorecido por se declarar regenerado e adepto da palavra de Jesus.

Nessa sociedade preconceituosa que insiste em apresentar um Jesus de olhos azuis, o que se assiste todo dia é a soma da ousadia desses teoricamente religiosos somados a ignorância da maioria da nossa população vitimando os adeptos das religiões afro brasileiras.

Centenas de terreiros durante essa denominada por mim guerra (santa) foram destruídos, casas foram invadidas e sacerdotes foram agredidos.

Nesse momento temos que unir forças para coibir esses abusos, temos que reagir contra os evangélicos que cada vez mais se articularam contra nós.

Não esqueçam que de santos eles não tem nada, tudo é cuidadosamente planejado para destruir a nossa religião.

Vamos reunir o maior numero de pessoas para mostrar a nossa força e marcar essa data como o inicio de uma nova caminhada, dessa vez não vamos soltar pombos brancos, vamos soltar um grito de dor e de sofrimento pelas vitimas da guerra santa.

Vamos gritar bem alto que também somos brasileiros, pagamos impostos e exigimos respeito pela nossa religião.

No dia 20 de maio na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, a voz dos òrìsàs deve ser ouvida, òrìsà fala através de nós.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial