quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

A Educação no Ase e no Ifá


Autor: Babalawo Ifagbaiyin Agboola

Outro dia em uma conversa com  um amigo que tenho grande consideração fui surpreendido por uma frase que ele me disse ( você Ifágbaiyin é um sacerdote privilegiado, você tem uma ótima formação, a maioria dos sacerdotes não tem a sorte que você teve,  você recebeu uma bela educação de ase) seguimos conversando e me lembrei imediatamente da mãe Stela de Osossi do Opon Afonja, que escreveu um belo livro sobre isso que tem como titulo,"Meu tempo é agora", na mesma hora pensei em escrever no blog em uma tentativa de contribuir para a formação de  nosso povo, embora pense que na verdade isso faça parte da educação que recebemos na infância.

1-Sempre que estamos na presença de um mais velho escutamos mais que falamos.
2-Sempre que vamos nos alimentar com um mais velho, ele é servido primeiro.
3-Quando vamos entrar em algum lugar o mais antigo entra primeiro.
4-Jamais um mais jovem senta enquanto seu mais velho está de pé.
6-Quando chegamos a uma  casa de orisa saudamos os Orisas primeiro e não as pessoas.
7-A mulher se posiciona a esquerda do homem nos rituais.
8-O mais velho se posiciona a esquerda do mais novo.
9-O ileke identifica o iniciado, o fio mais longo identifica o principal Orisa na feitura do awo ou olorisa.
10-Homens sempre devem cobrir suas cabeças com fila e mulheres jamais devem deixar o cabelo para fora do pano de cabeça.
11-Sempre quem saúda é quem entra no ambiente.
12-Quando vamos a uma casa de Orisa levamos coisas de ase como presente.
Exemplo: obi, orogbo, flores, mel, dendê etc...
13-Jamais devemos dançar ou orar para os Orisas sem tirar os sapatos.
14-Se não queremos fazer ebó ou etutu não devemos consultar.
15-Se não vamos cumprir as indicações dos Orisas é preferível não consultar.
16-Um olorisa sabe sua posição na hierarquia por cargo ou por data de iniciação, um awo sabe sua posição na hierarquia ou pelo cargo ou por a ordem do odu de iniciação.

Espero poder em outra oportunidade me aprofundar nas questões relativas a educação de ase, essa nossa introdução fala de coisas simples que todas pessoas deveriam aprender na infância mas não é difícil entender a falta de educação de nosso povo, observem com cuidado a remuneração de um professor e se possível comparem a remuneração de um jogador de futebol, vai ficar fácil entender.





Intolerância Religiosa.

Intolerância Religiosa. Na década de oitenta eu fui entrevistado por uma emissora de TV na cidade de Buenos Aires, Argentina por ...